Gente… eu n?o sei entender algumas coisas… N?o consigo desviar meu olhar para longe dos fatos, n?o consigo fazer de conta que um cigarro n?o est? destruindo minha qualidade de vida ou que o medo da dor me provoca cada vez mais dor f?sica.

S?o pessoas boas que vivem essas ilus?es! Que dizem “me deixa aqui no canto que a dor vai sumir” ou “fulano morreu de efisema e nunca fumou, me deixa fumar!”

Deixo…

Isso faz um pouco parte do meu lado evolucionista e um pouco do meu lado rude mesmo. Se a pessoa n?o quer eu ? que n?o vou querer por ela E por mim.

Procura-se pessoas de esp?rito elevado capaz de arrancar os antolhos de quem n?o deseja tir?-los e prefere entregar-se ? coisas externas a seu esp?rito (ou consci?ncia) como o corpo ou a depend?ncia qu?mica.

Precisava falar nisso muito embora as pessoas que me estimularam a escrever talvez  nem estejam se saindo t?o mal e eu ? que seja exigente demais. Ou pode ser que, gordo como estou e escravo dos meus pr?prios antolhos, n?o estou aguentando os dos outros!

A gente sempre tem que olhar o pr?prio rabo!