Dizem que Natal é tempo de comunhão, de lembrar que somos todos irmãos, humanos ou filhos do mesmo Deus.

Comunhão… Fraternidade…

Então os nossos votos não devem ser apenas para os nossos amigos, mas também para os amigos dos nossos amigos e assim por diante até chegar aos nossos inimigos!

O melhor, aliás o único lugar digno para mensagens de Natal são os blogs, não acha? Assim sendo vou acumular aqui as mensagens de natal que recebi e as minhas respostas. 

Mensagem 1

  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Pinterest
  • Gmail
  • Tumblr

Minha resposta:

Como bom transgressor falo mais em desafios e superações, reflexão e transformação do que em paz e harmonia ;-) é o meu jeito né?

Mas é inegável que, no final das contas, o objetivo é sempre o mesmo… A harmonia, união, equilíbrio etc. que vc desejou!

De um jeito ou de outro, que o Natal e o Ano Novo sejam oportunidades de materialização dos nossos sonhos, projetos e ideais!

 Seja o melhor que puder! (esse veio de Londres):

Atualizando em 20/05/2010 – O texto abaixo não é de Neruda, é de Douglas Malloch

  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Pinterest
  • Gmail
  • Tumblr
Sê – Douglas Malloch

Junto veio um poema adaptado de Veronica Shoffstall cujo original eu copio abaixo:

Depois de um tempo

Veronica Shoffstall

Depois de um tempo você aprende

a sutil diferença entre

segurar uma mão e acorrentar uma alma

e você aprende

que amar não significa apoiar-se

e companhia não quer sempre dizer segurança

e você começa a aprender

que beijos não são contratos

e presentes não são promessas

e você começa a aceitar suas derrotas

com sua cabeça erguida e seus olhos adiante

com a graça de mulher, não a tristeza de uma ciança

e você aprende

a construir todas as estradas hoje

porque o terreno de amanhã é

demasiado incerto para planos

e futuros têm o hábito de cair

no meio do vôo

Depois de um tempo você aprende

que até mesmo a luz do sol queima

se você a tiver demais

então você planta seu próprio jardim

e enfeita sua própria alma

ao invés de esperar que alguém lhe traga flores

E você aprende que você realmente pode resistir

você realmente é forte

você realmente tem valor

e você aprende

e você aprende

com cada adeus, você aprende.

A versão modificada e atribuída a Shakespeare tem uma frase que vale a pena invocar neste natal: Por mais que você se importe sempre tem alguém que não se importa…

E eu pergunto: estamos nos importando o bastante ou estamos entre os que não se importam? :-/