Vamos reconhecer: No escrevemos mais em rochas ou em papiro. No fazemos mais livros mo e quem tem menos de 15 anos muitas vezes no sabe o que uma fita K7 ou VHS.

O papel e tinta vai acabar. Isso indiscutvel. E a cada dia fica mais claro que ser muito em breve e por isso evitarei discutir agora os livros na era digital.

No entanto algumas das limitaes dos livros de papel os tornam teis e, at mesmo um defensor do livro digital como eu, deve pensar em preservar:

  • Temos que treinar nossa linearidade e livros digitais so hipertextuais
  • Percorrer com os olhos prateleiras de livros tem algo do labirinto de Borges em Aleph, tem uma dimenso ldica no papel que ser fatalmente diferente no digital

Apesar disso a imposio memtica matar em breve o livro de papel e tinta para assim liberar seus contedos para fluirem livremente por um nmero muito maior de mentes.

Certo disso, e lamentando pelo universo ldico antigo que no sobreviver no novo digitoldico, tenho refletido longamente e hoje fui recompensado com um insight que passo a compartilhar.

Podemos levar as livrarias modernas um passo adiante aumentando seus espaos de leitura e movendo sua fonte de lucro para outros servios.

Os livros de papel poderiam ficar disponveis para leitura gratuita para todos que consumissem cafs, bolos, sanduiches.

Poderiam haver espaos de leitura interativa para as pessoas dispostas a comparar e conversar sobre os livros que esto lendo.

Cada um desses centros de leitura poderia ter duas ou trs salas para falas, debates e encontros. Alguns pagos, outros gratuitos.

Uma das grandes limitaes dos livros de papel que no consigo ver como vantagem seu carter solitrio e anti-socivel. E isso seria praticamente eliminado em espaos de leitura onde as pessoas naturalmente se interessariam umas pelas outras quando no estivessem lendo.

Esse apenas um rascunho de uma proposta, mas livrarias e editoras devem comear a pensar em alternativas como essas imediatamente pois o mercado editorial certamente o prximo passo na digitalizao da humanidade.