J? se foram 13 contos,? 52 mil palavras, mais de cem p?ginas de hist?rias inventadas de surpresa em quatro horas (ou quase) nos s?bados de manh?.

Sinto que ainda estou longe da metade do projeto, afinal, somente no pr?ximo s?bado usarei a ?ltima das 14 formas de buscar inspira??o que eu listei e depois vou entrar em outra fase escrevendo com mais liberdade.

Ainda n?o ouvi essa cr?tica ent?o eu mesmo vou fazer: “Mas, cara, n?o ? assim que acontece, a gente n?o escolhe uma f?rmula para se inspirar!”

? a mais pura verdade!

Esse projeto tem v?rias regras que n?o correspondem ? pr?tica da escrita. Vou falar sobre elas j? que n?o o fiz quando escrevi o post que apresenta o projeto Um S?bado, Um Conto.

Eu sempre escrevi porque gosto, mas escrevia como quem joga futebol no final de semana com os amigos: sem compromisso e s? para relaxar.

Ent?o a Vivi Maurey me chamou para participar de uma colet?nea de contos e…

… Demorei meses para escrever um conto um pouco maior que os contos do projeto Um S?bado, Um Conto!

Isso me levou a perceber duas coisas.

A primeira foi que eu notei que ? totalmente diferente (e muito mais gostoso) escrever para os outros. Entre outras coisas porque a gente precisa mergulhar em nossa empatia para fazer isso e viver o mundo pelos olhos, emo??es e esp?rito dos outros e essa ? uma das coisas mais nobres que podemos fazer.

A segunda foi que notei como eu era inseguro quando n?o estava s? brincando de escrever.

Foi assim que nasceu a ideia. Estava na hora de levar isso mais a s?rio, exercitar mais a imagina??o e a execu??o.

J? fazia um tempo que eu pensava em escrever pelo menos uns dois contos por m?s para me aprimorar. A?? a Vivi (de novo ela… Acho que vou ter que colocar o seu nome em negrito, caixa alta e cada letra de uma cor nos agradecimentos dos livros que eu publicar) me contou do projeto “Minha Vida Cor de Rosa #SQN” e boom! Tive a ideia!

Todo s?bado de manh? eu escreveria um conto inteiro em tipo… quatro horas.

Por que no s?bado? Ora, porque nada acontece nos s?bados de manh? e eu poderia passar um bom tempo escrevendo sem interrup??es ;-)

Por que em quatro horas? Ora, para n?o ficar com dezenas de contos inacabados. Eles podem estar mal trabalhados, mas tem in?cio, meio e fim e achei que n?o seria realista passar 6 horas direto escrevendo (mas acabei ficando 5h duas vezes).

Isso explica a limita??o de tempo que impus aos contos, certo?

A?? uma ideia puxa a outra e pensei que as pessoas poderiam aproveitar dos meus erros e acertos para se animarem a escrever.

Pronto, cheguei ? raz?o das 14 formas de se inspirar!

A cada s?bado eu come?aria o conto explicando como busquei inspira??o para ele usando cada uma das 14 t?cnicas.

Quando publico eu passo essa parte para o final, mas ela est? l? com a descri??o de como funcionam as minhas ideias enquanto me preparo para escrever o conto.

Durante o conto tamb?m deixo marca??es para as pessoas saberem quanto tempo eu demorei para ter cada ideia e mais ou menos como eu fiz para desenvolv?-la (isso fica s? no conto em estado bruto no Google Drive).

Em breve entrarei em outra fase em que vou descrever o processo criativo de uma forma mais realista.

Acho que fazendo isso ajudo as pessoas a encontrarem respostas para perguntas como essas:

Como uma pessoa sai da p?gina em branco para um conto de dez p?ginas?

Quando a pessoa come?a a escrever ela j? tem tudo montado na cabe?a?

Como fa?o nos di?logos para o leitor ou leitora saber quem est? falando?

Ali?s eu mesmo estou descobrindo respostas para elas ;-)

Eu nunca fiz um curso ou li livros sobre como escrever e talvez tenha uma terceira fase em que eu escreva depois de ter lido sobre isso.

Coisas que notei

A primeira coisa ? que escrever deve ser bom para muita gente que nem imagina isso!

Veja bem, n?o precisa ser uma obra para enriquecer ou mesmo para algu?m ler, ? uma obra para voc? ter o prazer de materializar coisas que voc? pensa.

Isso estende nossos horizontes!

Se ler nos permite viver outras vidas, escrever ? como nos transformarmos em v?rias vidas…

Quem acompanha o projeto sabe que eu n?o escolho o estilo. Quero ver como eu me saio escrevendo romances, suspenses, scifi, coisas realistas, para adultos, jovens, crian?as etc.

Estou descobrindo com isso os universos da imagina??o que mais me agradam, onde me sinto mais ? vontade.

Percebi tamb?m que muita gente acompanha, mas quase ningu?m, mas quase ningu?m mesmo ? s?o s? tr?s ou quatro pessoas ? comentam. Isso me deixa super curioso! Ser? que odeiam? Tem vergonha de interagir? Quando descobrir eu conto!

Eu escrevo “bobo”

Tem isso… Estou achando meus contos muito levinhos. Eu tento fazer mais pesados, mas n?o consigo. Estou achando isso fascinante!

N?o acho que isso seja uma limita??o minha, como se eu n?o fosse capaz de escrever algo pesado, pelo contr?rio, at? acho que fa?o isso muito bem.

O problema ? que meu auto-policiamento n?o deixa.

Desconfio que tem adolescentes lendo. Tem adultos que n?o est?o prontos para encarar um conto que retrate realisticamente algumas perversidades humanas.

? um certo cuidado com o leitor ou a leitora, entende?

At? fiz uns dois ou tr?s contos que resvalam um pouco nesse sentido. Um pouco para ver se ia causar impacto. N?o causou. Ent?o acho que posso ir colocando um pouco mais de realismo no futuro.

Outra coisa que me segurou foi a quest?o limitadora de usar uma t?cnica criativa para cada conto.

Isso me fez ficar t?o concentrado em segui-la que fiquei meio ancorado, entende?

O projeto vai virar livro?

Vai sim! Provavelmente na Amazon em publica??o independente. N?o sei se ? o tipo de coisa que combina com uma edi??o tradicional.

Em algum momento vou coletar todos os contos, ou talvez metade deles, e fazer um ebook com o texto de cada conto revisado seguido da descri??o do processo criativo que fa?o antes de come?ar e mais algumas observa??es que vou escrever ao montar e revisar o ebook.

Outro livro que pode sair disso ? um com alguns dos melhores contos mais bem desenvolvidos.

Os maiores tem umas 13 p?ginas, mas acho que alguns podem ficar com at? 30 se forem trabalhados direito. Ent?o pode ser um livro com os 10 melhores contos, mas a? vou ter que gastar algumas horas a mais com cada um deles.

Quero muito ver ao vivo!

Muita gente sabe que pode ver o conto sendo escrito ao vivo no Google Drive, mas n?o pode no s?bado.

Gente, juro que n?o acho que deve ser legal ver ao vivo… E eu deixo o arquivo bruto intocado quando acabo de escrever. N?o troco uma v?rgula, nem corrijo “mais” onde devia estar “mas”.

Deve ser muito chato ver ao vivo, mas, como muita gente pede…

Um dia vou gravar as quatro horas (tem uns programas como o iShowU que “filmam” a tela do computador) e vou colocar no Youtube, ok?

Mais?

Se algu?m tiver perguntas, mesmo os t?midos (para isso tenho um formul?rio de contato) podem mandar email, deixar coment?rios aqui, no post do conto, no Twitter? e at? no FB onde fiz uma p?gina para o blog: Galeria de Espelhos no Facebook.