Tá bom, é sempre bom as pessoas se importarem com política e irem às ruas protestar e tal, mesmo que os pedidos sejam assustadores como o fim da democracia ou ingênuos como achar que esse partido é menos corrupto que aquele quando uma observação superficial já basta para ver que o sistema impõe alianças e compromissos escusos de campanha.

Mas é bom ver as pessoas se importando.

Tenho para mim que acabarão refletindo e chegando ao que muita gente que foi as ruas em 2013 estava vendo.

Essas pessoas de 2015 vão acabar percebendo que o Estado batia nos cidadãos de 2013 porque eles estavam exigindo explicações que ele (Estado) não podia dar pois comprometeria seus patrões, aqueles que compraram seus mandatos com financiamentos de campanha.

Vão entender que agora a mesma polícia que reprimia a liberdade de expressão tira selfies com famílias sorridentes porque essas manifestações estão a favor do Estado.

Uma hora eles vão perceber que o Estado não está sob controle do PT, ou do PMDB, ou do PSDB…

Só que, por enquanto, eu morro de vergonha alheia pelos poucos contatos que caminham alienadamente ao lado dos organizadores desse circo.

Sei que é uma declaração agressiva, sei que tem muita gente que deve estar indo por motivos muito legítimos (não apareceu nenhum na minha TL), mas não vou me fazer de santo escondendo a vergonha que sinto por eles. Sim, eu gostaria de não sentir isso e acho errada essa sensação de superioridade, mas é o que tenho para hoje ;)

Só mais uma coisa.

Como não fiquei convencido com nenhum posicionamento contrário ao meu eu mesmo vou me posicionar contra mim, porque, né? Quem não se questiona está condenado a nunca perceber seus erros.

As manifestações de 2013 podem ter sido um grande oba-oba, uma catarse em massa de um extrato da sociedade que nunca foi tratado com a violência dedicada às periferias e reagiu à repressão inicial invadindo as ruas. Eu estava lá espremido tentando sair da estação no metrô congestionado porque não dava vazão.

Quem vai hoje às ruas pode ser gente ordeira que só quer mesmo que o PT saia do governo porque percebeu delirou que os outros partidos não serão tão vorazes em seu ânimo para se corromper e por isso não há violência e talvez os governos em geral também queiram a redução da corrupção e por isso não reprimem as manifestações.

Os black blocs não se infiltram agora pois sabem que a arruaça deles não será aceita pelas pessoas ordeiras que agora vão às ruas.

Bem… é claro que não consigo me convencer com esses argumentos pois vemos de imediato o falseamento para eles, desde os organizadores das manifestações até o clima geral dos manifestantes (eu estava lá no meio também… Olhando, tentando entender) passando pela lista de exigências que são colocadas pelos manifestantes. Mas o exercício é necessário.

Usei uma charge de Adriano Kiton para ilustrar esse post. Se alguém tiver o link para o site dele me passe, por favor.

Charges, aliás, são ótimas ferramentas para reflexão. O Catraca Livre fez uma boa coletânea delas de 2013: Conheça as melhores charges sobre os protestos no brasil.