imagem: capa dos livros originais

Antes de mais nada: pode ler sem medo. N?o fa?o spoilers.

Ainda um pouco antes do restante: essa resenha ? apenas sobre o primeiro livro muito embora eu tenha usado a imagem dos tr?s para voc? j? saber que se trata de uma trilogia.

Agora vamos l?!

Se voc? estiver com pregui?a de ir ler a orelha do livro (por que algu?m teria tanta pregui?a? Acho que voc? devia pensar nisso por um minuto, o que acha?) aqui vai um resuminho que j? d? uma no??o do tipo de livro que voc? ter? pela frente.

O orfanato da srta. Peregrine para crian?as peculiares ? de Ransom Riggs, com tradu??o de Edmundo Barreiros e lan?ado no Brasil pela editora Leya. Nesse momento est? esgotado em papel, mas o digital n?o esgota e custa menos de 13 reais.

Jacob ? um adolescente padr?o da literatura jovem adulto: tem 16 anos, uma vida chata, um ?nico amigo chato, pais chato e, ele mesmo, ? uma pessoa sem gra?a, entretanto, claro, cair? em um mundo fant?stico no decorrer do livro. Ah! Tem o av?, que n?o ? chato, mas ? meio maluco.

Passei mais de um ano paquerando esse livro, mas sem me animar a comprar, justamente porque me parecia lugar comum e desconfiava que a boa capa era uma armadilha.

Ali?s o problema n?o ? ser lugar comum, ? nos entregar um tipo de sonho que acho que n?o faz bem, sabe? Esse lance meio gata borralheira de fugir da realidade para um personagem que ? tirado de uma vida comum e sem gra?a como a nossa para outra maravilhosa.

S? que n?o ? o caso.

Desde as primeiras p?ginas percebemos que a aventura de Jacob estar? envolta em coisas assustadoras, a come?ar pela capa do livro, vamos combinar, n?? As crian?as peculiares tamb?m d?o bastante medo.

E por falar nas primeiras p?ginas elas nos apresentam o clima da hist?ria com calma e s?o sombrias desde o come?o, o bastante para podermos colocar o livro tanto na categoria de fantasia quanto de terror. Tem uns momentos bem assustadores, viu?

Assustador ? bom. O mundo pode ser muito perigoso de vez em quando e ? melhor aprendemos a lidar com o medo nas p?ginas de um livro do que em carne e osso, n?o ??

J? notei no trailer do filme (?, ter? um filme esse ano) que mudaram muita coisa do livro e receio que ele perca boa parte da sua atmosfera densa e profundidade dos personagens, mas vamos dar um cr?dito para o Tim Burton, n?? ? o tipo de hist?ria perfeita para ele.

Para fazer uma boa hist?ria assustadora ? necess?rio escrever bem e cheguei a colocar o livro na categoria literatura (e sou meio chato com essa classifica??o, viu?) porque ele pode n?o ser uma OBRA de literatura, mas tem v?rios bons momentos (parab?ns tamb?m para o tradutor e editores) que v?o te proporcionar v?rios par?grafos de prazer pela simples forma e ritmo com que as palavras v?o formando o par?grafo.

Ah! Outra coisa importante em qualquer hist?ria ? ser veross?mil, n?o ? mesmo? Veross?mil e instigante. Sabemos de v?rios mist?rios que prometem muito, mas quando chegamos ? solu??o pensamos “Puxa? Era s? isso? S?rio?”.

O universo das crian?as peculiares ? muito convincente, ? bem explicado durante o livro e do jeito certo, mantendo-nos na mesma expectativa que o Jacob enquanto descobre ou lhe contam coisas. Al?m disso ? beeeem vasto e o livro termina bem e com material para os dois seguintes serem t?o bons quanto o primeiro.

Ali?s, o que faz uma hist?ria ser boa n?o s?o os mist?rios que ela guarda (por melhores que eles sejam), mas o desenvolvimento dos personagens e gostei muito do que vi at? agora e v?-se que d? para seguir muito bem pelo restante da trilogia.

T? bom. Tem um momento ou outro que vc dir? “que burro!” ou “que burra!”, mas isso ? meio inevit?vel. Sempre aparece uma situa??o em que ser?amos mais espertos que os personagens, mas leve em conta o estresse que eles est?o passando.

Enfim, ? uma aventura bem escrita que nos leva junto a uma jornada de amadurecimento com personagens reais, ainda que peculiares. Recomendo muito!

Tem um trailer do livro de quando foi lan?ado:

Falhas

S? uma coisa me incomodou: a editora??o do digital est? muito ruim, tem palavras coladasmaisoumenosassim e uns c?digos srvperdidos no texto.