Recebi a apresentao acima por email, mas como algum j havia publicado no Slideshare achei melhor comentar l (visite o site para ver os comentrios).

Talvez eu no devesse comentar estas coisas. Sei que quem faz tem a melhor das intenes assim como quem repassa, mas h uma premissa bsica para boa parte desses  esforos com a qual no concordo:

J existe uma resposta para os nossos problemas

Uns a encontram no capitalismo, outros no comunismo e h os que acham que est em Deus. A mim parece claro que o nosso mundo est em transformao e as respostas de ontem no serviro para amanh. Alis, j no servem para hoje!

Se voc assisitir os slides acima ver que o 11-09-01 (a apresentao certamente a traduo de uma verso estadunidense) e os jovens atiradores so o resultado de Deus no cuidar mais de ns porque:

  • No lemos a Bblia nas escolas
  • No rezamos nas escolas
  • No batemos nas crianas
  • Vemos pornografia
  • Fazemos sexo livremente

Tudo isso supostamente contraria Deus e ele permite que os problemas morais que temos enfrentado.

Bom, temos que lembrar que os terroristas so membros de uma distoro do Islamismo que:

  • L a Bblia (o Talmud no caso) em todo lugar
  • Reza nas escolas, alias em todo lugar tambm
  • Usa o castigo fsico normalmente em crianas e mulheres
  • No olham pornografia. Bem, no olham nem mulheres com frequncia ao que parece
  • Fazem sexo com todas as restries impostas pelo Deus Cristo (eles so cristos, no so?)

Neste sentido a apresentao parece at uma defesa do fundamentalismo Islmico colocando-o como martelo de Deus para castigar os infiis.

Naturalmente no considero que o afastamento do Deus Cristo seja a origem da nossa falncia moral. Para falar a verdade nem acredito em falncia moral e sim em um desequilbrio generalizado do que e do que no moral em um perodo de transio entre uma cultura religiosa para outra que pode ser humanista ou pelo menos um novo modelo religioso mais humanista e menos teocntrico.

Antes deixvamos de fazer o mal por medo de Deus. Quem tem medo de Deus hoje em dia? Mesmo quem cr em Deus se mostra capaz de roubar, mentir, corromper e ser corrompido.

Hoje deixamos de fazer o mal por medo da justia ou por sermos dotados de uma conscincia humanista.

aqui, ao meu ver, que encontramos a resposta para nossa falncia moral e a chave para a sua soluo.

A lei humana deve ser cumprida, a impunidade deve ser combatida atravs da democracia participativa e de um tipo de cidadania vigilante que faa o papel que a mdia oficial j no faz mais em virtude das suas relaes com o poder econmico.

Mais importante do que a lei so os princpios humanos ou humanistas se preferir.

No lugar de uma sociedade que gira em torno da aparncia, do consumo da “arte” de massas cujo objetivo entreter sem jamais instigar o questionamento precisamos despertar para o fato de que… Para vrios fatos. Melhor enumerar!

  • Achar que conhecemos Deus arrogncia! Se h um Deus ele certamente no se parece com nada que podemos descrever hoje. Precisamos de humildade e coragem para recriar nosso Deus a cada passo que damos em direo maturidade
  • Algum tem visto Deus interferir diretamente em nossa civilizao? Se ele existe provavelmente espera que sejamos capazes de resolver nossos problemas sem sua superviso.
  • O destino da Humanidade depende da humanidade.
  • No sejamos morais por medo do castigo, mas por compreender que melhor ser moral, alis, o que ser moral?
  • Deus um excelente modelo para uma utopia para onde podemos direcionar a nossa conscincia, mas no pode ser um instrumento para impor a nossa cultura dos outros: guardemos nosso Deus somente para ns! Faamos das suas leis imposies apenas para ns mesmos!
  • Tolerncia intolerncia educada, busque a apreciao das diferenas

No possvel esgotar aqui os questionamentos que devemos nos fazer, escolha alguns seus!

Ao meu ver, e j disse isso muitas vezes, a arte o ar que a conscincia respira e a arte o rompimento com o previsto, o desequilbrio do sistema que permite encontrar um novo equilbrio, uma nova cultura.