Este v?deo ? uma bela pe?a, d? vontade de chorar… ? positivo tamb?m pois nos convida a mudar a nossa forma de agir, mas me pergunto at? que ponto as crian?as s?o v?timas passivas do mundo ao redor, at? que ponto s?o os nossos maus exemplos que as transformam em adultos ruins como n?s…

Voc? lembra dos seus anos de crian?a? Do olhar inquisitivo, curioso, questionador e transgressor?

As crian?as devem ser protegidas dos ataques frequentes da publicidade que se esfor?a para perverter suas mentes ainda pouco maliciosas e para isso temos gente como o instituto Alana, mas ser? que elas precisam ser poupadas da nossa insanidade?

Tenho a impress?o de que o per?odo mais cr?tico em nossas vidas n?o ? a inf?ncia, por mais que as influ?ncias dos primeiros cinco anos de vida pesem na defini??o das nossas personalidades.

Acredito que o ponto cr?tico est? em nossa passagem para a fase adulta, entre os 18 e 24 anos. A maioria, ao chegar no mercado de trabalho, encontra toda forma de individualismo e desist?mulo. A maioria das pessoas que eu tenho observado morrem neste per?odo e passam os sessenta anos seguintes mimetizando a turba e raramente se det?em para refletir sobre os pr?prios rumos, muito menos sobre os da humanidade.

J? os pequeninos n?o! Sua atividade ? febril, seu mundo muda a todo momento! Quando deparam com um novo fato cient?fico reformulam prontamente toda sua concep??o de universo virando de religiosos a ateus ou ateus a religiosos sem pestanejar! Um adulto n?o! Ele j? “sabe” que Deus existe (ou n?o) e est? pronto a garantir a estabilidade de suas cren?as ou ate?smo a todo custo!

? claro que devemos seguir o exemplo da propaganda e ser gentis, dar bons exemplos, n?o s? para crian?as, mas para os nossos amigos e, principalmente, desconhecidos! Mas n?o para proteger as crian?as, ? justo o contr?rio! N?s somos os elos fr?geis apegados a nossas vis?es de mundo, somos n?s que n?o temos condi??es de entrar no mundo das crian?as sem ter que usar de toda a nossa coragem!

Digo portanto que em vez de ver as crian?as como v?timas temos que reconhecer que elas seguram a chave da transforma??o do nosso futuro! Sugiro que sejamos destemidos e abracemos o seu esp?rito transgressor, que nos atrevamos a colocar em d?vida as nossas convic??es mais profundas pois elas est?o erradas!!! O nosso mundo est? torto, est? roto, est? torpe porque se sustenta sobre estas convic??es! Voc? tem coragem? Transgrida!