Esta semana recebi alguns emails de um grupo de amigos falando sobre o caso do menino de 11 anos que foi preso depois de roubar um carro e fugir da pol?cia por 2,5Km.

…n?o pode ser preso
e nem encaminhado ? Funda??o Casa, que s? recebe infratores de 12 a 17
anos. Ele poder? ser inclu?do em programas comunit?rios. Os pais n?o
respondem criminalmente, apenas civilmente pelos atos do filho. Eles
podem perder a guarda da crian?a.

As opini?es se dividiam, mas quase todos estavam revoltados por n?o poder ser aplicada uma puni??o mais r?gida ao menino.

Eu pretendia ficar calado porque acho um desperd?cio falar neste tipo de assunto por email e o que eu tenho a falar sempre vai al?m da esfera individual.

Explico. N?o estou preocupado com o menino… Quando essas coisas acontecem logo se formam dois grupos, o do “mata esfola lincha” e o do “tadinho ? s? uma v?tima do sistema”.

Pois n?o me importa muito o caso individual deste garoto embora preferisse que ele tivesse um tratamento diferente do que provavelmente ter? (puni??o ou impunidade).

? um erro querer mudar o sistema ? partir de casos individuais e no furor das emo??es.

Este garoto ? o padr?o das crian?as marginalizadas? N?o creio.

O que precisamos observar ? se (percentuais meramente ilustrativos): 90% dos jovens infratores s?o de fam?lias de baixa renda, 88% dos pol?ticos corruptos foram mimados por seus pais, 10% de ambos os casos sofrem de psicopatias s?rias trat?veis apenas com rem?dios.

Somente com este tipo de informa??o podemos entender o que est? transformando as pessoas em marginais.

Depois disso podemos pensar em puni??es adequadas. Mas…

Capa do livro Adestramento InteligenteTenho um c?o. Sempre tive c?es, mas hoje tenho um grande (? magro de pesa mais de 30 Kg) e percebi que ele teria que ser melhor adestrado que os outros. Como voc? adestra pela puni??o um animal grande, um le?o por exemplo?

Foi ent?o que descobri o livro Adestramento Inteligente de Alexandre Rossi e aprendi que a puni??o n?o precisa ser uma forma de tortura, n?o precisa envolver dor, vergonha ou qualquer tipo de maltrato, mas simplesmente ser a priva??o de um pr?mio, por exemplo. Gra?as a ele hoje temos um c?o extremamente d?cil e obediente sem ter recebido qualquer castigo f?sico, e olha que certamente n?o aplicamos com perfei??o os ensinamentos do livro.

Tamb?m vale a pena ouvir (em Ingl?s) a palestra de Ian Dunbar no TED:

A quest?o ? que – e lamento falar mais uma vez em cren?as e humanismo engordando ainda mais as palavras-chave ai do lado – a cren?a judaico-crist? de que a moral pode ser imposta pelo temor a Deus, ao inferno ou castigo est? obsoleta. Precisamos de raz?es humanistas para n?o cometermos crimes e respeitar os limites e necessidades dos outros, mas como fazer isso em uma sociedade espetacular (vide Guy Debord) e consumista marcada pelo individualismo?

Do ?ltimo email que troquei com os amigos:

A medida s?cio educativa ao meu ver passa por uma vis?o humanista que
mostre ? crian?a e ? fam?lia novos horizontes. Note-se que o pai
afirmou ter batido bastante no garoto, mas que isso n?o adiantou! Mas ?
claro que adiantou! Mostrou a ele que tem raz?o quem ? mais forte, mais
esperto e ? o que ele est? fazendo, se aproveitando dos outros. O
garoto ? a maior v?tima nesta hist?ria toda pois se encaminha para um
futuro curto e sem perspectivas.

N?o vejo caminho para nossa civiliza??o atrav?s do uso da for?a,
vingan?a, castigo, raiva ou fundamentalismos que demonizam os
criminosos, n?o existem dem?nios, apenas humanos perturbados ou
confusos. Para os prmeiros h? tratamento psiqui?trio, para os outros –
a maioria – h? a raz?o.

O problema ? que ? dif?cil alimentar a raz?o em um mundo dividido
entre dois fortes movimentos fundamentalistas, ambos crist?os: o
protestantismo ocidental e o islamismo oriental…

Vivemos um
momento maravilhoso em que cada um de n?s tem a chance de fazer algo
para conduzir nossa esp?cie para um mundo mais humano e esse caminho
come?a pela n?o a??o de Ghandi ou pelo amar ao pr?ximo como eu vos
amei… Sim, h? muito de bom e positivo na ess?ncia das religi?es, mas
n?o no sequestro que foi feito pelos que se dizem crist?os hoje em
dia…