“Volver a los diecisiete despus de vivir un siglo es como descifrar signos sin ser sabio competente”

Era jovem demais e vivia em um pas alienado demais pela ditadura para ver a luta democrtica que havia sob as palavras da msica que me apresentou a Mercedes Sosa, mas na fora da sua interpretao fui capaz de sentir profundamente como a criana que se depara com Deus: no entendia, mas sentia que aquele canto me chamava a pensar, a me mobilizar e me unir a todas as outras pessoas sem qualquer tipo de distino.

Foi-se a possibilidade de ouvir novos cantos, mas sua voz ecoar para sempre em nossas conscincias.

Como todas as tradues que achei esto protegidas por copyright aqui vai a minha em creative commons para voc poder compartilhar (correes e sugestes so bem vindas).

Voltar aos 17

(Violeta Parra)

Voltar aos dezessete depois de viver um sculo

como decifrar smbolos sem ser um sbio competente,

voltar a ser, de repente, to frgil como um segundo

voltar a sentir profundamente como uma criana diante de Deus

isso o que sinto nesse instante frtil

 

Vai se enredando, enredando

como a hera no muro

e vai brotando, brotando

como o musguinho na pedra

Como o musguinho na pedra ah! sim, sim, sim

 

Meus passos recuando enquanto os seus avanam

a arca das alianas penetrou no meu ninho

com todo seu colorido passou pelas minhas veias

e mesmo a dura corrente com que o destino nos prende

como um diamante fino que ilumina minha alma serena

 

Vai se enredando, enredando

como a hera no muro

e vai brotando, brotando

como o musguinho na pedra

Como o musguinho na pedra ah! sim, sim, sim

 

O que o sentir pode fazer o saber no capaz

nem a ao mais clara, nem o mais amplo pensamento

tudo muda em um momento como o mago condescendente

nos afasta docemente de rancores e violncias

 

Vai se enredando, enredando

como a hera no muro

e vai brotando, brotando

como o musguinho na pedra

Como o musguinho na pedra ah! sim, sim, sim

 

O amor um turbilho de pureza original

at o animal feroz sussura seu doce canto

detm os nmades, liberta os prisioneiros

o amor com seu zelo, do velho faz um menino

e o mal s o carinho o faz puro e sincero

 

Vai se enredando, enredando

como a hera no muro

e vai brotando, brotando

como o musguinho na pedra

Como o musguinho na pedra ah! sim, sim, sim

 

De par em par a janela se abriu por encanto

entrou o amor com seu manto como uma clida manh

ao som de sua bela alvorada fez brotar o jasmim

alando-se como um serafim aos cus lhe ps brincos

meus anos em dezessete converteu o querubim

 

A letra original pode ser encontrada aqui: http://www.ctv.es/USERS/borobar/volvera.htm