Há coisas que devem nos instigar a respeito da nossa espécie e de nós mesmos.

Nos próximos dois parágrafos vou falar de umas coisas meio tristes, mas os outros são sobre a oportunidade de ficarmos perplexos com as coisas boas que podemos fazer.

Gastamos 60 ou 120 reais com muita facilidade com roupas que vamos esquecer, com livros que muitas vezes não vamos gostar. Ao mesmo tempo ficamos perplexos que as pessoas não fazem quase nada pelas outras… Nos esquecemos que nós também somos pessoas que, muitas vezes nada fazem pelos outros ou se limitam a repassar um email que geralmente é falso.

Eu também fico meio perplexo e eu também faço menos do que acho que deveria ou poderia (pelo menos não repasso emails e informações falsas!) e creio que entendo um pouco o que ocorre: a gente tem a capacidade de ter empatia e queremos que os outros fiquem bem! Queremos ver o sorriso das crianças, queremos ver quem vive na miséria ter a chance de viver dignamente, mas, por outro lado, nos sentimos fracos e muitas vezes impotentes diante dos problemas pessoais que temos que resolver.

É assim que a gente acaba deixando de fazer algumas coisas que poder?amos fazer, mas, desesperançados, acabamos enganados por nossos instintos e achamos que alguém, que não sejamos nós, tem que fazer algo pelos outros.

Uma das coisas que nós humanos podemos conquistar agora no século XXI é a força de transformar o mundo através de micro passos que alterem a realidade à nossa volta ou que forneçam a outra pessoa um pouco do que ela precisa.

Fiquei sabendo esses dias que em dois dias haverá um grande show com músicas do Tom Jobin interpretadas por grandes músicos em prol da Fundação do Câncer.

O trabalho voluntário da maior parte dos técnicos e artistas envolvidos no show garante uma boa arrecadação de recursos para financiar pesquisas, tratamentos e outros passos importantes para diminuir o sofrimento pelo câncer.

Fiquei pensando no trabalho voluntário.

Quer dizer, é muito legal a gente ir a um ótimo show e saber que boa parte do nosso ingresso será revertido para uma boa causa, acho que todo produto devia ter um percentual de benefícios sociais embutido (ok, sei que tem impostos para isso, mas não é nada claro como eles são distribuídos), mas já parou para pensar que todos n?s temos algumas horas por semana que poderíamos doar para o mundo?

Pode ser uma pesquisa sobre uma doença ou sobre ecologia que você faça com carinho e publique no seu blog (vale um posterous.com), a notícia de um show beneficente (como essa que estou escrevendo), um papo online ou offline que motive os amigos e seja  um pequeno remédio para a desesperança que assola tanta gente (inclusive eu de vez em quando).

A propósito a gente deve pensar nisso de online e offline e ter o cuidado de trazer o melhor de cada realidade para a outra, né? Em outras palavras, levar para a rua as coisas boas que achamos online e levar para nossos espaços online o que vemos de bom ou útil offline. Nenhum mundo deve existir só para o lazer vazio.

Aliás, shows como o de depois de amanhã estão ai para mostrar que o lazer puro e simples também pode fazer bem à humanidade!

Tá em cima, mas se você esbarrar nesse post a tempo segue o serviço:

Serviço
Dia: 18/4/2011  – segunda-feira
Horário: 20h
Preço: R$ 120, inteira;  R$  60, estudantes e pessoas a partir de 60 anos.
Endereço: Vivo Rio – Av. Infante Dom Henrique, 85 ? Parque do Flamengo – RJ ( www.comvocepelavida.org.br)

Como comprar os ingressos:  Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do
Vivo Rio – atendimento de segunda a sábado, das 12h às 21h, e domingo e feriado,
das 12h às 20h – ou pelo site http://www.ingressorapido.com.br/

Como doar para a Fundação do Câncer:
As doações podem ser feitas pelo site www.cancer.org.br

Mais informações para a imprensa e credenciamento da imprensa:
SPS COMUNICAÇÃO
Simone Nunes – simone.nunes@spsbr.com.br – Tel. (21) 2111-2674
Lilian Christine – lilian.christine@spsbr.com.br – Tel  (21) 2111-2652
Ricardo Braga – ricardo.Braga@spsbr.com.br –  Tel (21) 2111-2675

E se não chegou a você a tempo essa foi a terceira edição e certamente haverá outras. Dá uma passada na página do Com Você Pela Vida para ver se não tem mais uma edição vindo ai!