Imagem por Wakystuff: The man who wants to read and write must let the grass grow long (Cc)

Apenas uma coisa ? mais preciosa que cultura: bons amigos.
(pensando melhor… tem um monte de coisa entre cultura e amigos, mas bons amigos fica no topo)

Ontem acho que irritei uma amiga com a minha forma de classificar livros e ela foi gentil de n?o brigar comigo em p?blico, mas certamente voltaremos ao assunto e teremos chance de lapidar melhor nossas ideias.

Enquanto isso decidi desenvolver um pouco aqui para, eu mesmo, entender melhor como classifico livros.

O terreno ? arenoso, nunca encontrei um consenso nem nos termos, nem nos crit?rios.

Tem gente que divide assim:

  • Pop: livros de lazer que evitam palavras rebuscadas, frases originais, par?grafos inesperados e seguem um padr?o previs?vel de in?cio, meio e fim. S?o obras fugazes criadas para atingir o m?ximo de pessoas.
  • Literatura: livros “de verdade” cujas plavras, frases, par?grafos e todo o ritmo da obra foram esculpidos de tal forma que temos prazer em ler mesmo que a hist?ria e personagens n?o sejam interessantes ou do nosso agrado.

Imagino que seja desnecess?rio dizer que essa classifica??o pertence aos que gostam do segundo item, certo?

Tamb?m h? quem veja mais desse jeito:

  • Livros com hist?rias fortes e envolventes cujos personagens refletem, inspiram e transformam os leitores seja levando-os para outras vidas e lugares, seja mergulhando com eles em universos de emo??es que n?o viveriam normalmente. S?o maravilhosamente escritos em uma linguagem fluida que n?o nos distrai de hist?ria com firulas arrogantes.
  • Livros cl?ssicos em que a hist?ria n?o ? t?o importante quanto a forma de cont?-las. A constru??o do texto (palavras, frases, par?grafos e teor geral) procuram ser complexos apresentando ao leitor um desfio tanto cultural quanto de imagina??o.

Tamb?m est? clara a prefer?ncia dos leitores acima.

Como voc? classifica? Tenho certeza de que h? dezenas, talvez centenas de formas de classificar e provavelmente todas certas.

Bem, eu n?o classifico de nenhum dos jeitos acima.

Adoro a hist?ria esculpida, que deve ser lida lentamente tanto para absorver cada cena e sentimento, quanto para admirar como as palavras foram tecidas como se fossem coloridas e formassem a imagem de um crep?sculo repleto de matizes.

No entanto vejo isso em maior ou menor propor??o em quase todo livro e acabo fazendo uma escala ?nica de classifica??o indo de, digamos, 0 a 10 ou talvez de terr?vel a “Ahhh!” passando por razo?vel, bom, ?timo, excelente, foda e maravilhoso.

Ontem comentei que os livros mais populares na minha classifica??o chegam apenas a 8 de 10. Acima disso j? seria o que as chamam de literatura ou de cl?ssico.

No entanto, preste aten??o, uma hist?ria pode tentar esculpir palavras e ser muito ruim, um 2. Acontece muito na minha opini?o com textos filos?ficos.

Na minha vis?o uma obra que outros chamariam de literatura ou cl?ssico tem que ser tudo que o “pop” ? e mais.

Tomando emprestado a lista da amiga que foi gentil de n?o colocar por terra todo meu racioc?nio.

Coisa que uma hist?ria tem que ter:

  • Pontas bem amarradas
  • Personagens bem definidos
  • Ritmo equilibrado (entre tens?o e al?vio por exemplo)
  • Originalidade
  • Bem escrita

Acho que menos que isso nem vale a pena ler, a menos que traga algum conhecimento muito importante, como um mapa para um tesouro que voc? pode usar para comprar muitos livros bons.

Se eu estivesse lendo esse post eu estaria pensando duas coisas.

A primeira ? que o cara (eu no caso) se acha o Arauto das Gal?xias que escreve maravilhosamente. Errr… Na verdade n?o. Tenho senso cr?tico e percebo que posso melhorar muito o que eu escrevo. O que eu coloquei como m?nimo a? acima n?o ? nada f?cil, mas, sabe? a gente escreve livros h? mais de mil anos, acho que temos que fixar umas metas bem r?gidas, n?o acha?

Outra coisa que eu estaria pensando ? que, se essas coisas s?o o m?nimo, ent?o o que uma boa obra deve ter? E para ser ?tima, excelente, inigual?vel.

Muito bem, se eu soubesse dizer antecipadamente o que torna uma obra inigual?vel eu estaria escrevendo essa obra ou ganhando muito dinheiro achando obras assim para indicar para editoras.

No entanto n?o ? dif?cil saber o que temos que fazer para melhorar uma hist?ria, ? s? buscar o superlativo de cada coisa que uma hist?ria deve ter.

A gente pode ter, por exemplo, muitas pontas abertas e fechadas com perfei??o. Neil Gaiman fez isso de forma ?mpar em Sandman v?rias vezes.

Os personagens podem ser super realistas e cativantes em vez de apenas convincentes. Hummm… Noites Brancas de Dostoi?vski? T?, Hamlet de Shakespeare para ningu?m me xingar :-)

Tem a metalinguagem que Machado de Assis usava muito, mas vemos tamb?m em Lemony Sniket (viu? pop pode ter essas coisas!).

Enfim, ? mais ou menos assim que eu penso. Que uma hist?ria ? uma combina??o de:

  • trama interessante,
  • personagens cativantes e bem estruturados
  • narrativa bem constru?da
  • etc
  • jeito surpreendente de contar a hist?ria

O jeito surpreendente de contar a hist?ria pode tornar a leitura um pouco dif?cil para algumas pessoas ent?o tudo bem usar s? um pouco disso, mas ? mais um elemento de uma hist?ria e, quanto mais usamos, melhor ela vai ficar.

Por isso, na minha humilde opini?o, os livros que tem o tal estilo pop, ou seja, s?o escritos de uma forma bem f?cil de ler, nunca passar?o de um 8 de 10. Deixo o 9 e o 10 para os Machados de Assis, Ant?nio Torres, Jeffrey Eugenides da vida.