Imagem: Library – Glen Noble

O joguinho apareceu na minha Timeline do FB, mas vai vendo como funciona minha pequena mente desenviesada…

Acho que a ideia no o bvio, n? Como, por exemplo, resumir:

Um grupo heterogneo precisa ir a um vulco destruir uma joia mgica que concede poder a um ser mstico e maligno.

Deve ser para descrever o que o livro causou em ns pois assim fica mais difcil descobrir que livro e mostra uma dimenso da literatura que at mesmo algumas pessoas que leem muito no percebem: que livros no valem pela histria que contam, mas pelos processos que desencadeiam em ns.

S tem um problema: nunca entendi isso de “livro favorito”. No faz qualquer sentido para mim ter uma coisa favorita para cada categoria! Nem mesmo para cada estilo! Qual meu filme de terror favorito? Isso no faz sentido! Arte no pode ser definida por nmeros exatos

“Ah! Gosto desse aqui 1.234 pontos e daquele aqui 1.348, ento aquele aqui meu preferido!!” Hein???

Tambm no tenho como dizer que livro me transformou mais pois tambm no somos caixas empilhadas: razo, amor, coragem, empatia… A gente a combinao de uma infinidade de instintos e construes culturais que resultam em nossa conscincia e personalidade.

Ento vou pegar um livro que eu… me… lembre… bem… como me atingiu! J sei!!

No comeo tudo parece normal, as memrias que temos da infncia nos parecem comuns at que alguma coisa nos leva novamente a elas e parece que um mundo escondido em reas secretas das nossas memrias vo ressurgindo reais como um sonho, improvveis como nossas fantasias infantis. A gente perde muita coisa quando cresce e se afasta das memrias da infncia pois h l mgicas que podem nos lembrar qual realmente o sentido da vida.