Cheguei ainda a pouco, umas duas horas, do primeiro encontro de roteiristas de cinema.

Veja s… mais de 100 anos de cinema e agora ocorre o primeiro encontro de roteiristas de cinema… Talve algo esteja mesmo despiorando, no acha? Tivemos muitos bons roteiristas de cinema no Brasil e um deles, a propsito, esteve l hoje fazendo a abertura do evento: Doc Comparato.

Foi uma palestra de abertura muito interessante com vrios comentrios teis a respeito de qualidades necessrias em um bom roteiro, habilidades teis a um bom roteirista e uma bem pensada linha de tempo da histria da dramaturgia conforme a escala das geraes.

Considerando que uma gerao, baseada no rtmo biolgico feminino, tem 65 anos, a histria da humanidade abrangeria menos de 800 geraes.

uma forma interessante de dividir o tempo, nunca tinha visto.

Conforme ela o teatro teria surgido a 45 geraes… Diante de 800 no nada, concorda? Se pensarmos em cinema ento… Menos de duas. Intrigante, concorda?

No entando o que realmente me intrigou (para quem no sabe sou um analista de sistemas que escreve e filosofa com os prprios botes) a falta de mercado e at uma certa falta de perspectiva do roteirista brasileiro.

Cheguei a mover minhas engrenagens de empresrio j pensando em uma OSCIP para abrir espao para uma gerao de roteiristas aproveitando os novos meios abertos pela tv digital. Pelo menos esperamos que estes meios sejam abertos com a multiplicao de canais que combatida pelas emissoras dominantes…

Gostaria de ir em todos os dias (o encontro vai at sbado, olhe a programao no link l em cima), mas amanh temos que ir bienal do livro.

Bem, o que vale que, alm da boa palestra do Doc Comparato (apesar de eu no ter concordado com tudo… Meio arrogante da minha parte, n?), eu tive tempo para escrever 60% de um roteiro para um curtinha que talvez eu produza e a descoberta de que eu no consigo completar mais nenhuma obra literria porque no consigo impor limites minha imaginao e tudo que comeo a escrever logo demonstra que ser uma coleo de meia dzia de volumes… Vou passar a criar limites.

Nossa… Que post mais bloguizinho! ;-) Vou acabar dizendo s uma coisa nisso que j est parecendo um papo de bar (depois de duas doses de tequila).

Todo mundo devia dar um espacinho para atividades mais ldicas e imaginativas como escrever um roteiro, um conto, uma crnica ou um poema de vez em quando, ou pelo menos ver gente que faz isso conversar a respeito. Faz bem para a alma e alma feliz uma coisa danada de boa! ;-)