Desde que me lembro, l no final da dcada de 60, o Natal significava que eu era especial e que Papai Noel viria me dar presentes.

At meus 5 anos meu pai se vestia com barba, roupa de cetim vermelho, grandes coturnos pretos, um gorro e carregava um grande saco de presentes.

Estvamos em plena ditadura e ainda sobre forte influncia dos valores da guerra ento no surpreendente que um dos presentes que mais me marcaram tenha sido uma metralhadora de brinquedo.

Mesmo depois que descobri que o Papai Noel era meu pai (ele esqueceu de tirar os culos… E voc achava ridculo as pessoas no reconhecerem o Super Homem s por causa dos culos?) ele continuou se vestindo. Creio que, em vez de achar que Papai Noel no existia, achei que eu era to especial que o MEU pai era o Papai Noel! Gente, me perdoem, t? Eu tinha 5 anos!

Foi aos 11 anos, creio, que meu pai se fantasiou por uma das ltimas vezes. H muito tempo j no havia magia no Natal e eu s achava a tradio legal porque ela concedia um pouco de magia aos mais jovens ou mais ingnuos.

Com o tempo fui percebendo que o Natal da maioria das pessoas que eu conhecia era uma desculpa para beber, comer e mimar seus filhos, faz-los se sentir importantes para o mundo. Poucas famlias investiam na magia como meu pai fez durante 11 anos. Ele queria a minha alegria, ver meus olhos brilhando diante de um ser sobrenatural.

Hoje, aos 44 anos, sou quase um Grinch. Estou desiludido com o Natal (apesar da minha mensagem de natal de 2009) pois a festa me parece esvaziada de significado e, certamente, h pouco ou nada de religioso nela.

Mas, hora! No ter nada de religioso pode ser justamente uma qualidade!

Perguntei a uns poucos amigos que aturaram meus questionamentos justo na noite de Natal e talvez eles estejam certos: Desejar feliz Natal desejar que os laos familiares se fortaleam e que, pelo menos nesse dia, tenhamos paz e alegria.

So bons desejos e seria monstruoso sabotar esse desejo. Estou errado! Digo estou porque continuo no conseguindo me irmanar a esse sentimento com mais intensidade do que de costume.

Ao menos quero dizer em minha defesa que sempre desejo que as pessoas estreitem seus laos familiares (ou de amizade para quem no tem famlia) e encontrem em suas conscincias paz e felicidade (alegria sempre me soa como algo fugaz, superficial).

Mais cedo tuitei que espero que o Natal seja uma oportunidade de reflexo que se estenda por todos os dias at o prximo Natal, mas vou mudar meus votos, afinal quem sou eu para dizer o que melhor para cada um? Talvez o Natal seja uma maravilhosa, necessria e saudvel oportunidade para esquecer da realidade e viver uma noite de magia onde nada mais existe alm do amor, da beleza, seres mgicos, felicidade, prosperidade…

Seja como for seu Natal, que seja muito bom para voc!