Montagem com Nina e Carminha de Avenida Brasil se encarando
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Pinterest
  • Gmail
  • Tumblr

Fonte: blog da Helosa Tolipan (clique na imagem para ver o post)

L no FB me disseram:

Mitos, fbulas, contos de fadas tm a funo de estruturar a o esprito humano para as situaes da vida, com certeza. Mas novela??? Me parece mais um recurso para no se ocupar da prpria vida e ficar na aba da vida alheia. No identifico nenhum aspecto pedaggico nos dramas e nas comdias. O que as pessoas aprenderam na novela que acabou?

Me empolguei na resposta e achei que valia a pena salvar do buraco negro do Facebook…

Mas novela igual a qq outro tipo de drama. E a maioria no ensina nada mesmo, s distrai, d assunto para as pessoas se encontrarem. O que Friends ensinava, por exemplo? claro que qq coisa passa alguma idia, reflete nossa cultura de alguma forma.

Close to Home por exemplo est embebido na parania norte americana com o medo do prximo. No assisto e acho negativo alimentar isso.

Tem obras que assumem misses claras em passar ideias como Babylon 5 e sua cruzada contra o maniquesmo ou Battlestar Galactica e o retrato cru do nosso egosmo.

Obras que mobilizam sociedades inteiras certamente tem algo de especial como com Doctor Who na Inglaterra ou as novelas no Brasil. Para quem se interessa pelo funcionamento da sociedade vale a pena tentar entender o significado disso.

Em primeiro lugar temos a necessidade de objetos culturais comuns para unir a sociedade. Isso quem escolhe, em grande parte, a mente coletiva da prpria sociedade: qual o assunto que posso ter com todos, do jovem alienado das classes AB at o agricultor que mal sabe escrever?

Infelizmente o que capaz de agradar a quase todos no o estudo de cincia ou filosofia… Eu adoraria… futebol e novela.

E essa novela? Por que mobilizou tanto o Brasil?

Francamente, no sei… Se soubesse seria pelo menos consultor de romancistas.
Sei que o centro da trama estava em uma famlia de pessoas puras e genunas que se v entre duas mulheres que levam para seu lar o veneno da ganncia, da vingana, da mentira e tramas malignas.
Talvez o sucesso tenha a ver com o desejo da sociedade de se livrar dessas coisas ou do medo individual de cada um de ns abrigar esses sentimentos…

H obras que podemos considerar negativas, mas essa, francamente, achei positiva. Ela dilui o maniquesmo, insere muito timidamente a questo da homossexualidade (no casal de trs de um dos ncleos cmicos) e, principalmente, tem protagonistas que se destacam pela personalidade simples e transparente, tirando as duas vils que sofrem por no conseguir essa pureza de esprito… E meio que a conquistam magicamente no ltimo episdio, mas quem sabe isso tambm no acaba sendo positivo ao sugerir ao expectador que, no importa o quanto ele tenha sido mesquinho, mudar pode ser muito fcil, basta ter empatia, se colocar no lugar do outro…

Haveria muito mais a falar sobre essa novela, do papel central da classe C, da crtica ao estilo gangnam (ser que uma tendncia global?), dos casais mais complexos que j no se resumem a menino e menina, do retrato de realidades que costumamos ignorar como catadores de lixo e o fortalecimento das mulheres sem falar, claro nos aspectos negativos que sempre podemos encontrar.

Vou deixar aqui outro artigo, meio ufanista, mas muito interessante:
Avenida Brasil mudou as novelas