“H um bilho do anos ganhamos a vida”

Pode ler sem medo, no fao spoilers, ok? Se quiser um artigo que conte o filme procure por “spoilers lucy besson” no Google. ;-)

Logo no comeo do filme fica claro que no houve preocupao com pesquisa para equalizar o roteiro aos nossos conhecimentos.

Mas o que esperar de uma histria que investe no mito do uso de 10% do nosso crebro?

No entanto isso no ruim, significa somente que no se trata de uma obra scifi hardcore como Gravidade… Bem, vamos combinar que, por mais realista que a obra seja, sempre tem algum para apontar erros.

Talvez, pensando nisso, Luc Besson decidiu no perder tempo com cincia e focar no que faz de Lucy um bom filme.

O roteiro tem algo que chama ateno logo de cara: so intercaladas cenas da vida selvagem e at de outra Lucy famosa entre as cenas do filme.

claro que elas fazem sentido. Por exemplo, se algum est perseguindo a herona pode aparecer lees caando uma cora.

Acredite em mim: a ideia boa e importante para nos levar a tirar mais proveito do que o filme quer dizer, ok?

Alis essa uma qualidade do Luc Besson, ele consegue dar um certo tom nas obras dele sem usar palavras, s associaes de ideias.

O que vi em Lucy uma jornada sobre o que estamos nos tornando. Ser que nosso febril desenvolvimento tecnolgico e cientfico nos tornar menos humanos?

Lucy, bem no comeo de sua jornada

Lucy, bem no comeo de sua jornada

E sobre o sentido da vida? Para que ns servimos? Ser que podemos decidir o que faremos da nossa vida, da nossa conscincia, da nossa humanidade?

Outras pessoas encontraro outras reflexes, mas o filme no tem nada de lento ou reflexivo. A ao vai se acelerando e os exageros na verdade so divertidos causando aquele efeito “caraaaaaaacaaaaa!!! A mulher foooooogo!!!”

Gosto da atuao da Scarlett Johanson e acho que ela encarnou muito bem a transio de uma moa normal que se v diante de profundas transformaes da sua mente.

H tambm um personagem que chamou minha ateno, um cirurgio louco que aparece logo no comeo feito pelo ator Julian Rhind-Tutt. Vou ficar de olho nele.

Lucy enfim uma obra bem ligada a esses tempos digitais onde tudo parece estar conectado e os fluxos de informao que despencam sobre ns parecem infinitos e nossas cidades so to apinhadas que j no podemos entender o mundo como antes. Precisamos de novas formas de pensar ou talvez reconquistar as velhas… Essa deciso sua…