Imagem: Minha no Instagram

A ?nica coisa melhor que estar sozinho ? estar sozinho com pessoas ao lado de quem voc? se sente livre como se estivesse s?.

Palavras que n?o existem… Como saudade que dizem existir apenas em portugu?s: pessoas conectadas por um amor t?o transparente que ? como se estivessem s?s quando est?o juntas em um momento de contempla??o ou de concentra??o lado-a-lado ou frente-a-frente.

Qual ? a palavra para isso? Em qualquer l?ngua?

Mas falemos da foto, ou melhor, da hist?ria da foto.

Duas pessoas que caminham juntas sozinhas h? 32 anos… O copo mais cheio ? dela pois entre n?s ela sempre foi a que soube beber.

No entanto o que nos deslumbra ? termos sabido, entre vales e encostas ?ngremes, seguir amadurecendo e na mesma dire??o… Algumas vezes os caminhos divergem e n?o h? erro nisso, mas n?o aconteceu conosco… Ali?s, aconteceu! E nos afastamos por um per?odo que pareceu anos, mas foram meses. ? necess?rio saber quando temos que seguir caminhos diferentes tamb?m.

H? pessoas que amo profundamente e est?o em outras jornadas, afastadas geograficamente ou simplesmente por caminhos muito pr?ximos que n?o se cruzam… Deveria haver tamb?m uma palavra para “sentir a pessoa pr?xima mesmo estando longe dos olhos… e ser correspondido ou correspondida”.

Em cem anos infelizmente n?o h? espa?o para cem amigos de amor transparente e pleno de presen?a mesmo quando estamos s?s ou nossos caminhos n?o est?o se cruzando, mas espero que meus caminhos e daqueles poucos (sempre ser?o poucos pois quer?amos que as amizades fossem infinitas) que trilham jornadas paralelas voltem a se cruzar ainda muitas vezes…