Me sinto uma m? pessoa…

Uma senhora bem idosa, tortinha e com labirintite me sequestrou na frente do mercado para lev?-la em casa.

Eu n?o queria ir…

Tem esposa em casa esperando rem?dio, conto a ser terminado, compras geladas esquentando ? tiracolo, rem?dio de cachorro para comprar.

Fui indo a contragosto, achando que a velhinha merecia estar mal.

Sou uma m? pessoa…

Fui simp?tico e cortez, afinal ela n?o tem culpa de eu ser uma m? pessoa.