– Seu nome?

– Adolfo… Talvez a jovem tenha percebido minha ironia, talvez ele, o Adolf, ande mesmo entre ns novamente.

Assim como tantos outros… Jack, Manson, Kroptec (apagado depois de milnios de civilizaes impondo suas culturas sobre as derrotadas).

Espectros incorpreos que, como brumas intangveis, sequestram personagens histricos, se propagam insidiosamente entre nossas ideias nos momentos de desespero, euforia ou simplesmente quando nossas emoes so feridas sem escrpulos pelos arautos do desespero e do terror que, paradoxalmente, se travestem de profetas, de iluminados… No foi to diferente com Adolf.

Agora ainda rimos perplexos quando lderes polticos repetem os versculos satnicos de Adolf e outros tantos antes e depois dele… Outros tantos hoje, amanh e, esperemos que no mais depois de amanh, pois esperar a mnima esperana a que devemos ter direito.

… Hoje sou Adolf.

Dizem que no pode, que a falcia da desmoralizao. Como Cristo…

Ningum pode ser comparado a Hitler, deuses e demnios so nicos.

Pois … Hoje sou Adolf. Podemos tentar cerrar nossos olhos como tantos cerraram na Alemanha no fim dos 1930. Como tantos cerram… Bem, cerram agora mesmo enquanto lemos e escrevemos. Inclusive voc e eu!

Cercados pelas brumas raramente percebemos a areia em nossos prprios olhos, sejamos honestos com a pessoal que nos olha no espelho quando despertamos tontos ou talvez esperanosos.

Enquanto despertamos…

Escrito em 1 de novembro de 2016 num Starbucks…