[youtube]_IVqMXPFYwI[/youtube]

Quando vejo isso penso “nossa! Que Universo enorme! Quanta coisa para explorarmos e aprendermos!!”

Mas para muita gente (a julgar pelos comentrios no album que vi no Facebook) isso leva a pensamentos religiosos como a existncia ou no de deuses e o nosso papel no Universo.

Talvez eu possa ajudar um pouco a diluir essas preocupaes para curtirmos mais livremente o deslumbramento com as dimenses do Cosmos…

Nossa mente parece ter o impulso natural de buscar resposta, tipo “Olha que Universo enorme, ento no somos nada” ou “Olha que Universo enorme, Deus o fez s para ns”.

Essas lgicas no funcionam. “Universo enorme” um ponto final. Quem acha que somos especiais completa com “ todo nosso” e quem tem aquele complexo moderno de auto-desvalorizao completa com “somos nada”.

Nossa jornada pelo Universo ser definida por nossa cultura, no falo aqui da cultura cientfica, mas da arte. a nossa arte que molda a qualidade da nossa conscincia ou alma.

Se desenvolvermos uma alma coletiva nobre ento nossa cincia e nossa arte nos levaro a Deus (supondo que ele exista) e s maravilhas do Universo (essas a gente sabe que existem mesmo).

Em tempo… Notei nos comentrios das imagens muita gente dizendo que a cincia no sabe tudo e essa uma das confuses mais comuns: tratar cincia como religio. Ao contrrio das religies a cincia a arte das perguntas, o ofcio das dvidas. Ela s est viva enquanto est mudando, descobrindo erros e questionando mesmo as “verdades” mais bvias.