Me rendi ao Twitter

Quando ouvi falar nele pela primeira vez achei besteira, afinal vi como um tipo de nanoblog onde as pessoas podiam falar o que estavam fazendo a cada momento, como por exemplo “Saindo para a praia” ou “Acabei de tomar um caixote”.

Só gosto de usar a Internet para coisa séria… Bem, acredite ou não eu acho sério quase tudo que escrevo neste blog! ;-)

Para diversão eu gosto do mundo real, para trocar palavras com os amigos também.

O tempo passou e vi que muita gente muito legal estava “twittando”. A primeira dessas pessoas foi o Cris Dias e veio depois o Interney e o Inagaki (não sei qual deles foi o primeiro a entrar, essa é a ordem que eu fiquei sabendo).

Quer saber? Se você souber escolher os twitters a acompanhar (e já achei uma meia dúzia novos lá) terá a garantia de pequenas doses de coisas interessantes.

É claro que pintam comentários sobre tendinite, dias de exercício e compras de notebooks marshmallow, mas gente interessante fala de trivialidades de uma forma interessante.

Para ser bem claro hoje o Twitter é a minha principal fonte de coisas interessantes e olha que só estou acompanhando uma dúzia de twitters…