Apareceu na minha linha do tempo no Facebook com a sugesto “vale a pena pensar nisso”:

Quadrinho preconceituoso

Algum sabe quem fez esse quadrinho? No descobri.

Pensei… ;-)

Realmente quando algum afirma que gosta de ser hetero, branco, americano, rico… tenho a impresso de que ele preconceituoso e no sinto isso no caso oposto.

No entanto no lembro de ter dito essas coisas um dia, o que me estimularia a dizer isso?

Reforo para “O que me estimularia a dizer que tenho orgulho de ser branco, heterosexual, rico?”

Para quem sofre preconceito necessrio ter orgulho do que como parte do processo de recuperao da auto estima e reao ao preconceito.

Acho que fica mais claro se usarmos “gosto de ser mulher” em oposio a “gosto de ser homem”.

Gostar de ser mulher dizer que no aceita que um objeto ou que inferior apesar de ter menores salrios, ter que ouvir coisas vulgares, ser considerada fresca e tudo o mais que todos ns sabemos.

E o que ser que significa dizer que gosta de ser homem? No ser um jeito de dizer que gosta de estar por cima? De ser superior mulher? No ser uma forma menos explcita de se declarar a favor do preconceito?

Talvez por isso eu s consiga lembrar de preconceituosos afirmando que gostam de ser de um grupo que no alvo de preconceito.

Alm disso o quadrinho conclui dizendo que h preconceito dos dois lados como se fosse um confronto e o desenvolvimento dele fosse sempre a vitria deste ou daquele preconceito. Me parece que o artista preconceituoso.

Mesmo que ele tivesse retratado preconceitos dos dois lados… Pausa para explicar o que preconceito

Preconceito consiste em considerar algum inferior em virtude de alguma caracterstica fsica, psicolgica ou cultural. Apontar que o outro est sendo preconceituoso no preconceito nem com artifcios de retrica.

Alis interessante como as falcias tem facilidade em confundir nosso raciocnio, n?

Voltando, Mesmo que eles tivesse retratado dois lados preconceituosos ainda estaria errando pois… errr… meio bvio, n? Ele estaria mostrando apenas um lado, o do preconeito.

O lado oposto ao preconceito a contemplao da beleza da diversidade, a empatia que nos permite nos colocar no lugar do outro e gostar da experincia.

Costumo reagir ao preconceito dizendo que sou negro, gay, judeu, mulher, nordestino, ateu, do Cadombl…

Sugiro a leitura do post da Lola: A Eterna Parada dos Sem Noo