Considero a Rede (Internet) important?ssima para o futuro da nossa esp?cie e por isso decidi blogar sobre isso apesar de ter encontrado com velhos amigos ontem para falar de muitas outras coisas.

Achei curioso que eles acreditem que ? poss?vel dizer que o car?ter globalizado da Internet padroniza a informa??o ou que ela ? controlada. S?o duas coisas muito diferentes ent?o vou falar nas duas em separado.

Car?ter globalizado e padronizado 

? claro que existe um car?ter globalizado na Rede, afinal o que escrevemos abertamente nela pode atingir qualquer um que fale nossa l?ngua. ? evidente tamb?m que a maioria n?o produz na Rede limitando-se a repetir o que outros j? disseram. Todo mundo j? esbarrou em centenas de blogs que n?o fazem nada al?m de publicar letras de m?sicas por exemplo.

Por outro lado este ? apenas um aspecto da Internet. Ela n?o ? composta apenas de blogs e meia d?zia de ag?ncias de not?cias que alimentam todos os jornais.

Parece-me ?bvio que o espa?o virtual est? aberto para qualquer forma de express?o, das mais padronizadas e globalizadas at? as mais ?mpares e originais.

Mesmo entre blogs h? quem decida criar uma pequena bolha de realidade onde somente quem concorda com a vis?o ?mpar do blogueir pode deixar coment?rios criando assim a ilus?o de um mundo ? parte onde o que ? abjeto para todo o mundo globalizado parece ser um padr?o aceito e generalizado.

A Internet ? um meio ambiente livre demais para ter um car?ter ou espinha dorsal social.

? evidente que 90% das pessoas s?o iguais e portanto 90% do ciberespa?o ? globalizado e igual, mas ao contr?rio de outros ambientes (exceto o f?sico), as tribos e grupos minorit?rios podem criar suas microna??es com todas as suas idiossincrasias.

A prop?sito volto a dizer: a Internet ? um ambiente, um lugar exatamente igual ao mundo f?sico s? que est? livre dos limites do transporte permitindo encontros com pessoas de qualquer parte do planeta.

Pode ser que esta qualidade cause a confus?o de que a Rede ? algo globalizado, n?o precisa ser… Ela pode ser, mas tamb?m pode ser espa?o de encontro de fen?menos sociais totalmente tribais e restritos.

Isso ? bom ou ? ruim?

? bom quando as tribos se re?nem abertamente e o mundo pode conhec?-las, ? ruim quando essas tribos s?o destrutivas ou auto-destrutivas (fascistas ou suicidas), ? bom quando isso nos permite entender melhor estas tribos, ? ruim quando tribos negativas conseguem influenciar outros, ? bom quando tribos positivas conseguem influenciar outros.

Internet Controlada e Internet Secreta

Existe algum meio menos controlado do que a Internet? Seu descontrole ? justamente, ao meu ver, seu maior problema.

No mundo f?sico raramente as pessoas se levantam em pra?a p?blica para dizer que s?o a favor do gen?dio, da pedofilia ou para acusar um milion?rio esquema de corrup??o. H? riscos f?sicos e imediatos associados a isso!

Na Rede h? uma ilus?o de anonimato (poucos sabem se manter realmente an?nimos na Rede) que torna poss?vel toda forma de manifesta??o.

Sim, h? controles… Diversos deles! A China bloqueia diversos sites e blogs, a justi?a ? usada tanto para deter abusos reais quanto para castigar o exerc?cio da liberdade de express?o, mensagens de email e sites de relacionamento s?o monitorados por servi?os secretos e policiais. Mas estes mesmos controles n?o existem no velho mundo? A gente s? n?o e controlado quando estamos sozinhos em casa, mas quem se importa com o que voc? fala para o espelho? 

Dentro desta discuss?o ouvi o argumento de que a Internet s? existe porque d? dinheiro. N?o entendi. ? o mesmo que dizer que s? h? vida na terra porque a vida ? vi?vel, se n?o fosse n?o existiria. H? alguma cria??o humana que n?o d? dinheiro?

Imagino que a id?ia era dizer que este enorme meio de comunica??o foi criado para defender certos interesses. ? verdade, mas agora que o meio est? criado a sociedade o absorve lentamente e n?o h? d?vida que luta para transform?-lo no mais vasto espa?o de manifesta??o do livre pensamento que nossa esp?cie j? foi capaz de criar.

? um erro comparar a Rede com qualquer outra coisa que n?o seja o mundo real.

Os controles do mercado editorial, da TV, do r?dio, da m?dia e do cinema n?o s?o apenas quantitativamente maiores do que aqueles ? que o ciberespa?o est? exposto, eles s?o qualitativamente incompat?veis!
H? pequenos grupos que decidem o que ser? veiculado no primeiro grupo enquanto ningu?m filtra previamente o que ser? veiculado na Internet.
? um erro dizer que houve o r?dio, depois a tv e agora a Internet. Depois da TV vem a TV via Internet, mas a Internet ? muito mais do que isso. Ela ? inclusive TV pirata, alternativa e subversiva.

De todas as formas de impedir que o ciberespa?o seja um meio livre e democr?tico a ?nica que me parece real ? aquela realizada pelos dispositivos de busca que favorecem os sites que s?o mais populares criando uma Rede, e ai sim concordo com meus amigos, globalizada, padronizada e pasteurizada e outra rede que ? um tipo de submundo ciberespacial, uma nova contra-cultura que s? pode ser encontrada atrav?s de muita persist?ncia ou caminhando pelos becos escuros da Rede.