Comida de urso

Vem descendo o elevador, as vozes aumentando enquanto se aproxima do térreo onde o espero pacientemente com outros, impacientes, moradores. Abro a porta afastando-me para que as pessoas possam sair e observo, mais uma vez, como os outros que esperavam o elevador ficam estáticos no meio do caminho dificultando a passagem, os olhos meio opacos, distantes, apáticos….

Já lhe ocorreu que grande parte da nossa espécie anda pela rua como espectros adormecidos, sonâmbulos imersos em um aparente vazio de pensamentos?

Tenho convicção de que 80% da nossa espécie se tornaria comida de urso se uma singularidade nos jogasse uns 150 anos no passado!