Um aniversário fora do tempo

Imagem: Curtis MacNewton

“Filho, gosto das suas mensagens de aniversário, me manda uma amanhã”

Por um instante, pessoa desligada do registro do tempo como eu sou, achei que minha mãe fazia aniversário no dia seguinte. Cheguei a responder a mensagem no Whatsapp dizendo que, claro, mandaria uma mensagem no dia… Pera, mãe! Seu aniversário esse ano já foi!

Ela riu.

Fiquei pensando por que temos que nos prender ao registro de passagem do tempo e nos tipos de tempo que tecem os fios da nossa passagem.

Aí está o que mandei para ela.

O Tempo, com o T maiúsculo mesmo pois há o tempo que chove e faz sol e há o tempo entre o jantar e o café da manhã, quando normalmente estamos fora do Tempo, dormindo, sonhando…

Esse Tempo é aquele que de distorce à nossa volta, passa mais rápido a cada dia depois que vemos o mundo pela primeira vez.

Há de haver sabedoria para lidar com o Tempo e saber vivê-lo.

Você, mãe, me ensinou muito sobre viver e sobre o Tempo.

Por que haveríamos de esperar um determinado ponto no tempinho dos relógios, aquele que define o dia do nosso aniversário, para comemorar nossa estadia nesse Universo?

Viver o Tempo sob a lente do tempo é um desperdício de Tempo… 😁

Vivamos, então, cada dia com alegria, ainda que alguns deles venham com coisas desagradáveis.

Felizmente tenho certeza que a maioria dos dias nos reservam momentos mágicos!

Feliz aniversário, mãe!!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *